Matrizes Curriculares de Jornalismo: um olhar sobre convergência

Laila Diana dos Santos, Noêmia Félix da Silva

Resumo


RESUMO: O advento das tecnologias digitais coloca, muitas vezes, a necessidade de modificar os currículos de jornalismo
para atender as demandas da convergência. Se, por um lado, o ensino desta área busca acompanhar tais
mudanças, por outro, a convergência implica constantes transformações. Neste artigo, foi feita a verificação
das matrizes curriculares de quatro faculdades, por meio da análise de conteúdo. A pesquisa permitiu constatar
de que não há convergência, a partir da perspectiva aventada por Elias Machado. Assim, demonstrou que
as matrizes curriculares apresentam disciplinas que requerem o uso de tecnologias digitais, no entanto, de
forma isolada. Por fim, percebe-se que inovação em jornalismo é algo que está profundamente mais intrínseco
à sua estrutura do que ao modelo ou formato disponibilizados.

PALAVRAS-CHAVE: jornalismo, convergência de mídias, educação, formação do jornalista.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v3i1.3446

Rodapé - Panorama
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Não Comercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0)


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B2

Visitantes - (04/09/2017 - 03/13/2019)

Fonte: Google Analytics.