O VOO GALÁCTICO E SUPERSNICO DE KALAHARI

Ana Maria Oliveira

Resumo


Resumo: tem-se, neste texto, o propósito de estudar o livro Kalahari (2013), de Luís Serguilha, que se assemelha a um tratado de estética, que focaliza a arte como labirinto construtivo, universal e intemporal. Nele o discurso instaura situações que lembram deslizamentos e conexões imprevistas, decorrentes de seus entrelaçamentos semânticos.
Palavras-chave: Kalahari. Nova estética. Semântica labiríntica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/gua.v5i1.4732

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


GUARÁ | Departamento de Letras | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-4957 | Qualis B2