Parques Públicos em Goiânia: paisagens de consumo e de representações sociais

Clarinda Aparecida da Silva, Maria Geralda de Almeida

Resumo


Resumo: neste artigo discute-se as representações sociais que a mídia constrói e/ou divulga sobre a paisagem dos parques de Goiânia, contrapondo-as com as representações que moradores locais têm desses espaços públicos. A análise de folders, revistas, guias e folhetos divulgados pelo trade turístico goianiense no período entre 2004-2008 embasa a proposta. Além desses referenciais, a investigação de campo, com utilização da técnica de entrevistas com grupos focais compostos por moradores de diferentes bairros de Goiânia também integra o conjunto de procedimentos empregados para gerar dados e subsidiar a discussão.

Palavras-chave: Mídia. Representações Sociais. Goiânia. Parques. Paisagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v22i3.2352

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.