A VIDA ETERNA É PARA AQUELE QUE NÃO A PROCURA: A PARÁBOLA DO BOM SAMARITANO

Marcelo da Silva Carneiro, Silvio Cezar José Pereira Gomes

Resumo


Por meio da análise da narrativa de Lc 10,25-37, o artigo deseja descobrir qual o verdadeiro exemplo será dado ao legista que interroga Jesus. No caso, um Samaritano, descrente da vida eterna, transformado em exemplo de como consegui-la. Uma pessoa que não busca a vida eterna, que age misericordiosamente sem ter essa recompensa em mente, amplia as exigências dos mandamentos: não basta amar para alcançar a vida eterna, é necessário amar sem interesse por ela. Interesse esse que o Samaritano não tinha. Aí está a força do desafio desse paradoxo: não buscar a vida eterna para poder encontrá-la; amar desinteressadamente.

Palavras-chave


Samaritano; Vida Eterna; Legista; Amor; Parábola.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Rubem. Perguntaram-me se acredito em Deus. São Paulo: Planeta, 2015.

BONDER, Nilton. O sagrado. Rio de Janeiro: Rocco, 2007.

BRAKEMEIER, Gottfried. As parábolas de Jesus: imagens do reino de Deus. São Leopoldo: Sinodal, 2016.

BROWN, Raymond. Introdução ao Novo Testamento. Tradução: Paulo F. Valério. São Paulo: Paulus, 2012.

CARNEIRO, Marcelo. Os Evangelhos Sinóticos: origens, memória e identidade. São Paulo: Fonte Editorial, 2016.

JEREMIAS, Joachim. Interpretación de las parábolas, Sevilla: Verbo Divino, 1971.

JEREMIAS, Joachim. As parábolas de Jesus. Tradução: João Rezende da Costa. São Paulo: Paulus, 2017.

JEREMIAS, Joachim. Jerusalém nos tempos de Jesus: pesquisa da história econômico-social no período neotestamentário. Tradução: M. Cecília de M. Duprat; revisão de Honório Dalbosco. Santo André (SP): Academia Cristã; São Paulo: Paulus, 2010.

KÜMMEL. Introdução ao Novo Testamento. Tradução: Isabel Fontes Leal Ferreira e João Paixão Neto. São Paulo: Paulus, 2009.

LOURENÇO, João. Os samaritanos: um enigma na história bíblica. Didaskalia, Lisboa, v. 15, n. 1, p. 49-72, 1985.

MARCONCINI, Benito. Os evangelhos sinóticos: formação, redação, teologia. Tradução: Clemente Raphael Mahl. São Paulo: Paulinas, 2001.

MONASTERIO, Rafael A.; CARMONA, Antonio. R. Evangelhos Sinóticos e Atos dos Apóstolos. Tradução: Alceu Luiz Orso. São Paulo: Editora Ave-Maria, 2012.

MOSCONI, Luigi. Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. São Paulo: Loyola, 2007.

MOUNT, Christopher. Pauline Christianity: Luke-Acts and the legacy of Paul. Boston; Köln: Brill, 2002.

NOCKE, Franz-Josef. Escatologia. In: SCHNEIDER, Theodor (org.). Manual de dogmática: volume II. Tradução: Ilson Kayser; Luís Marcos Sander. Petrópolis: Vozes. 2012. p. 339-426

PUMMER, Reinhard. The Samaritans: a profile. Michigan: Wm B. Eerdmans Publishing Co. 2016.

QUEIRUGA, Andrés Torres. Repensar a ressurreição. Tradução: Afonso Maria Ligorio Soares. São Paulo: Paulinas, 2004.

ROWLING, J. K. Harry Poter e a Pedra Filosofal. Tradução: Lia Wyler. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.

SALDARINI, Anthony. Fariseus, Escribas e Saduceus na sociedade Palestinense. Tradução: Paulo Ferreira Valério. São Paulo: Paulinas, 2005.

SCHOTTROFF, Luise. As parábolas de Jesus: uma nova hermenêutica. Tradução: Nélio Schneider. São Leopoldo: Sinodal, 2005.

TANAITIC TRACTATE KUTIM. Org. por James Montogmery, 1907. Disponível em:

https://www.sefaria.org/Tractate_Kutim.2.6?with=all〈=bi. Acesso em: 16.06.2019.

WEGNER, Uwe. Exegese do Novo Testamento: manual de metodologia. São Leopoldo: Sinodal, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v17i3.7456

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Marcelo da Silva Carneiro, Silvio Cezar José Pereira Gomes

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (09/03/2016 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.