RELIGIÃO E NATUREZA NA CONTEMPORANEIDADE: UMA INTRODUÇÃO ÀS ECOESPIRITUALIDADES

João Paulo Silveira

Resumo


Esse estudo discute a relação entre os fenômenos religiosos e as questões ambientais na modernidade tardia. Chamo de ecoespiritualidade às disposições religiosas que justapõe o cuidado com a natureza e o sentido último da existência ofertado pela religião. Procuro compreender os elementos marcantes da ecoespiritualidade e principalmente situá-los no contexto de destradicionalização e subjetivação da fé característicos da modernidade tardia.

RELIGION AND NATURE IN CONTEMPORANEITY: AN INTRODUCTION TO ECO-SPIRITUALITIES

In this study I discuss the relation between the religious phenomena and the environmental issues of the late modernity. I call eco-spirituality the religions disposition that intermingled the environmentalism and the ultimate concern offered by religion. I intend to comprehend the striking features of the eco-spirituality and mainly take into consideration its place in the context of detraditionalization and subjectivation of religious faith of late modernity.

Palavras-chave


Ecoespiritualidades. Modernidade Tardia. Religião. Eco-spiritualities. late Modernity. Religion.

Texto completo:

PDF

Referências


BERGER, Peter. Os múltiplos altares da modernidade: rumo a um paradigma da religião numa época pluralista. Petrópolis: Vozes, 2017.

BERRY, Thomas; SWIMME, Brian. The Universe Story: from the primordial flatering forth to the Ecozoic Era. Nova Iorque: Harper One, 1992.

BOFF, Leonardo; HATHWAY, Mark. O Tao da Libertação: explorando a ecologia da transformação. Petrópolis: Vozes, 2012.

CAMPBELL, Collin. The easternization of the west: a thematic account of cultural change in the Modern Era. Londres, Paradigm, 2007.

CLARKE, Peter. New Religion in Global Perspective. Londres: Ed. Routledge Curzon, 2006.

DURKHEIM, Emile. As formas Elementares da Vida Religiosa. São Paulo: Paulus, 2008.

FAUR, Mirella. O anuário da Grande Mãe: guia prático para celebrar a Deusa. São Paulo: Gaia, 2001.

GOTTLIEB, Roger S. Introduction: Religion and Ecology: What is the connection and why does it matter? In: GOTTLIEB, Roger S. (Org.). The Oxford handbook of Religion and Ecology. Nova Iorque: Oxford Universitary Press, 2010. p.13-21.

HERVIEU-LÉGER, Danièle. O peregrino e o convertido: a religião em movimento. Lisboa: Gradiva,2005.

KUMAR, Satish. Soil, Soul and Society: a new Trinity for our society. Lews, Reino Unido: Leaping Hare Press, 2013.

MATAJI, Viridiana. O que é xamanismo? Disponível em: http://www.umbandaeucurto.com/ebooks/xamanismo_ebook.pdf. Acesso em: 5 dez. 2018.

NASH, James. Christianity. In: TAYLOR, Bron R. (Org.). The Encyclopedia of Religion and Nature. Nova Iorque: Thoemmes Continuum, 2005. p. 316-317.

PÁDUA, José Augusto. Herança romântica e ecologismo contemporâneo: existe um vínculo histórico? Varia história, Belo Horizonte, v. 21, n. 33, p. 58-75, 2005. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010487752005000100004&lng-en&nrm=isso. Acesso em: 05 dez. 2017.

PARTRIDGE, Chistopher. The Re-Enchantment of the West: alternative spiritualities, sacralization, popular culture and occulture. Nova Iorque: T&T Clarke International, 2005. 2V.

SANCHIS, Pierre. As religiões dos brasileiros. In: SANCHIS, Pierre. Religião, cultura e identidades: matrizes e matizes. Petrópolis: Vozes, 2018. p. 245-279.

SOARES, Luiz Eduardo Soares. O rigor da indisciplina: ensaios de antropologia interpretativa. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

STEIL, Carlos Alberto; TONIOL, Rodrigo. Ecologia, corpo e espiritualidade: uma etnografia das experiências de caminhada ecológica em um grupo de ecoturistas. Caderno CRH, Salvador, v. 24, n. 61, p. 29-49, abr. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792011000100003&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 13 dez. 2018.

TAYLOR, Bron. Dark Green Religion: nature, spirituality and planetary future. Berkley: University of California Press, 2005.

THOMAS, Keith. O homem e o mundo natural: mudanças de atitude em relação às plantas e aos animais (1500-1800). São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

TUAN, Yi-Fu. Our Treatment of the Environment in Ideal and Actuality: a geographer observes man's effect on nature in China and in the pagan and christian west. American Scientist, v. 58, n. 3, p. 244-249, 1970. Disponível em: www.jstor.org/stable/27829076. Acesso em: 5 de dez. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/cam.v17i1.7060

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 João Paulo Silveira

Rodapé - Caminhos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


CAMINHOS | Revista do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-778X | Qualis B1

Visitantes - (01/01/2006 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 64.176
Estados Unidos 1.602
Portugal 378
França 328
Coréia do Sul 196
México 154
Angola 118
Argentina 117
Moçambique 115
Total 70.014

Fonte: Google Analytics.