A Importância do Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais para a Inclusão Produtiva de Povos e Comunidades Tradicionais

Camila Carneiro, Celiana Nogueira Santos

Resumo


Resumo: este trabalho discute a importância do atendimento a povos e comunidades tradicionais (PCTs) pelo Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, ação que compõe a estratégia de inclusão produtiva rural do Plano Brasil Sem Miséria (PBSM). Entre 2011 e 2014, foram lançadas Chamadas Públicas de ATER, no âmbito do Programa Fomento, específicas para PCTs, com foco em indígenas, quilombolas e pescadores artesanais. Essas Chamadas assumem o desafio de levar uma política pública específica e estruturante para os PCTs. Dessa maneira, a inclusão das famílias de PCTs em ações que fortaleçam suas capacidades produtivas, como o Programa Fomento, é vista como essencial para a consolidação de estratégias de sustentabilidade econômica e socioambiental que resultem em efetiva inclusão produtiva.
Palavras-chave: Indígenas. Quilombolas. Pescadores artesanais. ATER. Plano Brasil Sem Miséria.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v2i2.5270

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | ISSN 2448-0460 |  Qualis B5