Uma Recessão sem fim? As Transformações da Teoria e das Políticas Econômicas na Perspectiva Latino-Americana

Alícia Puyana

Resumo


Resumo: este ensaio avalia criticamente os paradigmas da teoria econômica
neoclássica a partir da crise mundial de 2007-2008, assim como a trajetória das
economias latino-americanas após a implementação das reformas neoliberais nas
décadas de 1970 e que provocaram um aumento acentuado da desigualdade em
praticamente todos os países. A redução da desigualdade que ocorreu na década
de 2000 é atribuída, sobretudo, à ascensão de governos de centro e centro-esquerda no subcontinente. Numa perspectiva de longo prazo, evidencia-se que os indicadores Gini de desigualdade, em 2010, apenas retornaram aos valores de 1960.
Palavras-chave: Teoria econômica. Crise mundial. Globalização. Desigualdade.
América Latina.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v2i1.4942

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rodapé - Baru
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | e-ISSN 2448-0460 | Qualis B4

Visitantes - (24/08/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 6.689
Estados Unidos 261
França 234
Portugal 83
Colombia 55
México 37
Iraque 35
Reino Unido 34
Argentina 29

Fonte: Google Analytics.