Área de Ocupação da Cana-de-Açúcar no Estado de Goiás e o Efeito Substituição em Relação a outras Culturas de Abastecimento Alimentar (2003-2012)

Leandro Ilidio da Silva, Carlos Leão, Antônio Pasqualetto

Resumo


Resumo: este trabalho teve como o objetivo verificar o crescimento da área de ocupação da cana-de-açúcar no Estado de Goiás e o efeito substituição em relação a outras culturas de abastecimento alimentar entre o período de 2003 a 2012. Utilizou-se método de análise shif-share para explicar o Efeito Substituição (ES) ocorrido na composição das culturas em Goiás. Defende-se que as culturas com forte penetração, principalmente nos segmentos agroindustriais, apresentam maiores efeitos de substituição, em relação às demais. Os dados fora fornecidos pela Secretaria Estadual de Gestão e Planejamento (SEGPLAN), Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), Sindicato da Indústria de Fabricação de Álcool do Estado de Goiás (SIFAEG), União da Indústria de Cana-de-açúcar (NICA) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BGE). Os resultados demonstraram que a área de ocupação da agricultura goiana apresentou, no período, um efeito de substituição (ES) positivo forte, sobretudo nas culturas de cana-de-açúcar, milho e soja, apresentando o efeito substituição (ES) negativo nas culturas de arroz, sorgo e feijão.
Palavras-chave: Agricultura goiana. Cana-de-açúcar. Modelo shift-share. Efeito Substituição.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/baru.v1i1.4603

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Rodapé - Baru
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


BARU | Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos | Mestrado em Desenvolvimento e Planejamento Territorial da PUC Goiás | e-ISSN 2448-0460 | Qualis B4

Visitantes - (01/01/2015 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 5.505
Estados Unidos 254
França 233
Portugal 71
Colombia 51
Iraque 35
Reino Unido 32
México 32
Argentina 29
Total 6.531

Fonte: Google Analytics.